CONHEÇA E AME O SEU GATO

Programas de jogos e atividade física no gato: 7 ideias para o estimular!

13 Junho 2021

Os gatos domésticos que não saem precisam de exercícios frequentes para evitar o risco de obesidade e, por outro lado, de estímulo mental para não caírem no aborrecimento. Normalmente, os gatos dormem muitas horas por dia mas isso não significa que, nos momentos em que estão acordados, não precisem de fazer nada. Se não têm nada para fazer, ficam aborrecidos e podem desenvolver comportamentos destrutivos, por isso os especialistas recomendam incluir o chamado "enriquecimento ambiental", ou seja, elementos de todos os tipos que despertem o interesse do gato e lhe permitam interagir com o meio ambiente, fazer exercício, manter a sua mente acordada e controlar o stress.

Há muitas maneiras de incentivar um gato a exercitar e enriquecer o seu ambiente. Por exemplo:

  • Se eles tolerarem, não for uma fonte de stress, estiverem treinados e não correrem riscos, há gatos que podem passear na rua com uma trela (cuidado com os cães).
  • Se o gato tiver uma grande predisposição para a caça, podemos usar uma enorme variedade de brinquedos comerciais, ou que podemos fazer nós mesmos, que o estimulará a caçá-los: bolas de papel em forma de rato (nunca papel de alumínio porque podem engolir e produzir problemas digestivos), canas de pesca feitas com um pau, um cordão com algo pendurado, penas ... é só usar a imaginação, embora seja necessário ter atenção à segurança e evitar que engulam pequenos pedaços.
  • No mercado existem também brinquedos com pilhas que se movem sozinhos e os fazem persegui-los.
  • Os gatos adoram caixas de cartão: se colocarmos algumas numa sala, eles divertir-se-ão a entrar e sair delas.
  • Há também gatos muito gulosos, altamente motivados por comida e mais propensos à obesidade. Nesses casos, em vez de alimentá-los na sua tigela, podemos usar brinquedos interativos que armazenam a comida e forçá-los a retirá-la, exercitando-os e obrigando-os a pensar.
  • Como no caso anterior, podemos procurar brinquedos comerciais ou fabricá-los com materiais como cartão ou papel (sempre materiais biodegradáveis, não-tóxicos e que não causem obstrução intestinal se ingeridos). Tem que ter cuidado ao usar fios finos ou cordas e ter o gato sob supervisão, pois se forem engolidos podem causar problemas intestinais muito sérios: é melhor manusear o fio e não deixar ser o gato fazê-lo.
  • Construir uma casa de diversão para gatos é obrigatório em qualquer casa para ter um animal de estimação feliz. Os gatos sentem-se seguros em lugares altos, onde podem controlar o seu território, por isso uma boa ideia é colocar prateleiras a diferentes alturas, ocupando uma ou mais paredes, para que possam subir e descer, deitar-se e observar das alturas. Podemos também adicionar elementos que lhes permitam subir, como cordas ou redes de tecido natural, e colocar caixas para se esconderem e camas para  se deitarem e descansarem.

E lembre-se: se o gato tiver um problema de saúde, é sempre aconselhável consultar o veterinário, caso haja algum tipo de exercício que seja contraindicado (por exemplo, saltar). Ele / ela pode ajudar-nos a desenhar um programa de exercícios personalizado para a idade e condição física de cada gato. Consulte o seu veterinário!